MÃE, NÃO POSSO DEIXAR DE FALAR…

Em 2012, foi o meu primeiro dia das mães, foi um dia em que que eu carregava o meu filho e conseguia entender o TAMANHO DO AMOR que alguém poderia sentir por outro ser. Um amor totalmente despretensioso, o amor que não exige nada em troca, um amor puro, sincero, verdadeiro e que de tão grande chega a dar um medo profundo, um medo de se ver um dia sem aquela pessoa para AMAR…

Em 2012, eu processei essa informação de um outro jeito, não mais como quem escuta falar desse amor, mas como quem o SENTE. E eu me recordo de ouvir de uma pessoa assim: “eu só olhava para você feito boba e via o seu nariz que fazia um triângulo certinho e pensava: é minha. Tinha momentos em que eu percebia que tinham outras pessoas no quarto e que poderiam perceber a minha cara de boba, então eu disfarçava”. Essa pessoa é A MINHA MÃE e ela está falando DE MIM.

Em 2012, entendi o que ela quis dizer e percebi o quão despretensiosamente eu SOU AMADA, o quanto sem exigir nada em troca ELA ME AMA, a pureza do seu AMOR POR MIM, a SINCERIDADE, a PROFUNDIDADE, o MEDO que ela sente de um dia não ME TER PARA AMAR…

E então eu entendi tudo! As broncas, as exigências, as perguntas (quantas perguntas), as chatices, as noites sem dormir cuidando de mim; as presenças em TODAS as minhas festinhas de escola; as visitas ao médico, dentista, academias; as ajudas a fazer CADA lição da escolinha; a motorista que me levava e buscava em todos os lugares onde eu queria ir; a companheira que está comigo até nos programas que eu considero “DE ÍNDIO”; o ouvido que me é cedido para desabafar; os conselhos; o carinho; os abraços; os beijos; as frases “eu te amo” que eu perdi a conta de quantas vezes escutei e escuto…

Em 2012, eu escrevi este texto para ela e é com uma parte dele que eu finalizo o meu post:

entendendo hoje o tamanho deste amor, sua doação, sua entrega, o fato de me colocar muitas e muitas vezes acima das SUAS vontades e SUAS prioridades, abrir mão da SUA rotina, das SUAS escolhas e tudo isso por mim, ou POR NÓS (meus irmãos). Hoje eu sei o que você sente por mim e não sei se mereço tudo isso, é a minha parceira, a minha companheira, a minha amiga, a minha conselheira, a minha psicóloga, a minha MÃE.
Neste dia das mães, o valor de você ser a minha MÃE, por incrível que pareça, é maior para mim do que todos os outros anos e assim mais uma vez eu digo: “obrigada”, mas desta vez, a minha gratidão também tem um valor diferente afinal, o amor que você sente por mim é realmente algo inexplicável, e como é gostoso saber que tem alguém que me ama assim como hoje eu amo o Felipe!
Feliz dia das mães para nós! Te amo MUITO;
Milena”

DESEJO A TODAS AS MAMÃES UM EXCELENTE DIA!

Muitos Beijos!!!

CHÁ DE BEBÊ – GUIA DE ORGANIZAÇÃO

Qual a melhor data para o chá de bebê?

Vou falar, baseado, nas minhas sensações de grávida! Entre a quarta e sexta semana que antecedem o parto, acredito que seja uma época bacana para o chá acontecer. Por que a mãe não está tão cansada ou tão inchada e ainda aguenta receber seus convidados, tirar fotos e sorrir a festa inteira! Rs

Quanto mais perto, mais cansada a gravidinha tende a ficar no final da festa!

Quem deve ser convidado para o chá?

Esse evento é um acontecimento mais íntimo, você vai chamar as pessoas mais próximas, quem está mais no seu convívio. É diferente de uma festa de 01 ano, por exemplo, onde convidamos as pessoas para “apresentação” do nosso bebê.

Analise o tamanho do espaço reservado para este evento e convide um número de pessoas que o espaço comporte, confortavelmente.

É chato escolher os presente e determinar no convite?

Pode ser que uma pessoa ou outra, principalmente de gerações anteriores, ainda estranhem este hábito. Mas, a maioria das pessoas até esperam por instruções do que dar para o bebê de presente. Saber o que a grávida está precisando facilita muito no momento da compra. Além de que, o hábito foi sendo cada vez mais aprimorado através das listas de chá de cozinha, chá de panelas, chá de lingerie… Assim, não se constranja, faça uma lista em uma loja, ou, se o seu chá for “chá de fraldas” como foi o meu e que inclusive eu indico muito, por que eu fui comprar fraldas, meu filho já estava com mais de 01 ano; faça a lista da quantidade de fraldas a pedir, e determine os tamanhos no convite!

Se já for o segundo ou o terceiro filho, vou dizer uma coisa que eu tenho em mente para quando chegar a minha vez, acho que seria muito interessante separar uns convitinhos (até dos convidados mais próximos como avós e tios) e pedir uma lembrancinha (com todo o teor da palavra: presentinho baratinho mesmo) para o irmão mais velho, isso pode ajudar muito a trabalhar a questão: CIÚME, caso venha ocorrendo.

Será aberto aos homens, ou será um evento totalmente feminino?

Os tradicionalistas montam este evento focando na presença feminina, exclusivamente. Os mais modernos, acreditam que o pai e seu amigo também possam presenciar este momento. As duas formas costumam ser bem aceitas, embora eu acredite que para a maioria das convidadas, seja mais interessante comparecer em família. Faça como preferir!

Que tipo de bebidas servir?

Estamos falando de um “CHÁ”, mas confesso que, nunca o encontro nesse tipo de evento! De qualquer maneira, refrigerantes, água e sucos, não podem faltar! A grande questão será: incluir ou não incluir bebida alcoólica. Caso seja uma reunião só de mulheres, uma champagne será bem vinda ou cocktail de frutas. Caso você tenha convidado os “homens”, seus questionamentos serão com relação a cerveja. De verdade? Fica a seu critério. É um chá de bebê, as pessoas terão que entender.

A escolha do tema:

Não essencial, mas escolher uma tema, traz mais sensação de festa, sabe? Se você não quiser um tema específico, use flores! Elas são clássicas e chiques! Além de serem símbolo de celebração do nascimento, tudo fica lindo com flores!

Claro que a decoração deixa o ambiente aconchegante e encantador, mas o foco maior, será a barriga da mamãe, então, mesmo que você não consiga uma decoração de revista, o que vale é a celebração.

As comidinhas:

Sabia que é possível fazer um chá de bebê elegante, com comidinhas baratinhas e, melhor ainda, saudáveis? Sim, é possível sim! Você pode servir saladinhas, yogurtes, lanchinhos de pão de forma com diferentes sabores de patês, pode servir os famosos lanches de metro, saladinhas com frango grelhado, tortas ou quiches, frutas…

Na minha opinião, o mais importante é COMO SERÁ SERVIDO, para que você possa aproveitar a festa e que ela (a festa) possa fluir bem, você precisará ficar atenta mais aos detalhes de como as pessoas comerão do que o quê elas comerão! Você pode servir algo completamente simples e deixar sua festa elegante e bonita (caso você pense nos detalhes), ou, servir algo completamente sofisticado, mas tornar desastroso, caso as pessoas não tenham acesso, ou demore muito para receber e fiquem com fome… pense nisso!

Abrir ou não abrir os presentes na festa?

Acredito que a maioria das pessoas que se preocupou em ir atrás de um presentinho, escolheu com carinho e reservou uma tarde para ir no seu chá de bebê, queira ver a sua reação ao receber este presente. Assim, com brincadeira ou sem brincadeira, na chegada da pessoa ou no fim da festa, o meu voto é para a abertura dos presentes!!!

Brincadeiras:

Fica a critério da mamãe!!! Tem mamães que amam, outras detestam. Agora, a mamãe da vez é VOCÊ! Então:

“VOCÊ QUER BRINCAR NA NEVE?” – ahahahahahaahah, tipo a Anna do Frozen, sabe? Desculpa, me empolguei!

Como convidar as pessoas:

Embora um telefonema possa ser um convite suficiente, o convite mais formal é mais atencioso. Se você for optar pelo convite em “papel”, coloque-os no correio pelo menos com 03 semanas de antecedência. Caso vá mandar por e-mail, envie com uns 10 dias, pelo menos.

IDEIAS DE CUPCAKES PARA A PÁSCOA

A páscoa está chegando!!!! Huuuummmmm, eu amo chocolate!!!

Apesar dos chocolates serem os protagonistas dessa data, nós também nos sentimos muito atraídas por tudo que envolvem “coelhos” (rs) e como o cupcake chegou para ficar, por que confesso que nunca acreditei que eles não seriam modinha; pois é, não foram, estão ganhando cada vez mais espaços por que, além de saborosos, são itens decorativos!

Quero te mostrar algumas inspirações para a sobremesa do seu DOMINGO DE PÁSCOA!

Apaixonante!

Mesmo que você não seja fã de cozinhar (assim como eu não sou, rs), é possível tirar inspirações de decoração ou até ideias de enfeites para fazer lembrancinhas de páscoa para filhos, afilhados ou família em geral!!!

Um boa páscoa! Até breve!!!

Muitos Beijos!