COMO FACILITAR A ADAPTAÇÃO ESCOLAR

As aulas nem retornaram ainda, estamos no curso de férias, mas já me deparei com casos de crianças que apresentam ansiedade relacionada ao período de volta às aulas.

Infelizmente, é muito comum a criança apresentar ansiedade nessa fase. Por isso, deixarei registrada as orientações que passei para a mãe para caso seu filho esteja apresentando algo parecido, você também aplicar por que tenho certeza de que você ajudará muito seu pequeno nesse momento.

Voltar às aulas, ou no caso especial dessa criança que atendi hoje, iniciar a vida escolar numa nova instituição pode despertar uma série de emoções na criança.

Imagine você começando no seu novo emprego. Por mais que você tenha boas expectativas, o “novo” sempre causa aquele “frio na barriga”. Com a criança, não é diferente! Vários são os motivos que podem contribuir para a criança apresentar ansiedade:

  • Terei amigos na minha turma?
  • Será que vou gostar da minha professora?
  • Será que minha professora vai gostar de mim?
  • E seu eu me perder na escola?
  • E se eu não conseguir executar alguma atividade?
  • O que eu faço com a saudade que vou sentir da mamãe/papai?

Além de tudo que a criança sente que está “perdendo” no momento de ir ou de retornar à escola: dias gostosos de férias, praia, piscina, brincadeiras, casa de avós, overdose de papai e mamães, passeios fora de hora… enfim… Ela precisa trocar tudo por uma rotina mais rigorosa, atividades direcionadas, amigos novos… e nesse momento, a criança pode experimentar um aumento de ansiedade.

Fiquem atentos aos comportamentos dos seus filhos nessa fase, por que conforme costumo dizer, eles têm bastante dificuldade em verbalizar e costumam manifestar nos seus próprios comportamentos essa ansiedade. Notem se:

  • Apresentam “tiques” ou manias;
  • Ficam mais calados, introspectivos;
  • Alterações no padrão de se alimentar;
  • Tornam-se menos cooperativos, mais argumentativos;
  • Aumentam comportamentos de rebeldia;
  • Alterações nos padrões de sono;
  • Ficarem mais apegados aos pais;
  • Apresentarem dores rotineiras

Lembre-se do que sempre falo por aqui: O COMPORTAMENTO INFANTIL É UMA DAS POSSÍVEIS LINGUAGENS DA CRIANÇAS: http://milenaloguercio.com.br/comportamento-infantil-e-uma-das-possiveis-linguagens-das-criancas/

Precisamos ficar alertas ao que eles demonstram e não somente ao que ele dizem!

Caso esteja acontecendo algo parecido com seu filho, algumas dicas que possam ajudar a reverter esse quadro são:

1- PROGRAME-SE PARA SAIR DE CASA COM CALMA, SEM PRESSA:

Estamos falando de ansiedade. Imagine você fazer tudo correndo, sair correndo, chegar na escola quase ou até mesmo atrasado, fazer a criança chegar no meio de uma aula já iniciada e ansiosa por que claro, ela sentiu toda essa energia da correria.

UMA ATIVIDADE PARA AUXILIAR NESSA ETAPA: Planeje o dia com antecedência. Caso seu filho estude no período da manhã, programe-se no dia anterior. Já deixe as roupas separadas, o lanche pré preparado, a mochila pronta; ou seja, tire tudo que é possível adiantar do seu caminho.

2- NÃO DEIXE DE LEVÁ-LO NA ESCOLA NESSE PERÍODO:

Alguns pais tendem a sentir muita dificuldade ao ver o “sofrimento” temporário do seu filho e acabam cedendo aos apelos de “não quero ir para escola”; “deixa eu faltar só hoje”, “quero ficar aqui com você”…

Quando você atende aos pedidos da criança, você acaba reforçando o comportamento “não ir à escola”, assim cada vez mais a criança aperfeiçoará os apelos para conseguir ficar em casa.

Agora vamos refletir: se a questão é a ansiedade que ela luta contra, imagine você quando há uma expectativa de “conseguir faltar hoje”. Ao invés de ajuda-la a diminuir a ansiedade, eu aumento proporcionalmente à expectativa.

Além disso, a falta de frequência acarreta numa série de outros problemas: a criança perde aquele momento onde todas elas estão ali com os mesmos questionamentos e dificultam a construção do vínculo professor/aluno.

UMA ATIVIDADE PARA AUXILIAR NESSA ETAPA: Sente com a criança, liste suas inseguranças, você pode escrevê-las para ele ou ele pode desenha-las. Depois disso, arrumem um destino para que elas desapareçam! Pode rasgar e jogar em um lugar combinado com a criança, podem queimar numa fogueira, podem colocar num cofrinho de trancar “para que nunca mais saiam daqui para te incomodar”. Faça algo que faça sentido para a criança expulsar o problema da vida dela.

3- FIQUE CERTA(O) DE QUE AS NECESSIDADES BÁSICAS DO SEU FILHO ESTÃO ATENDIDAS:

Lidar com tanta novidade é mais tranquilo quando não estão com sono, quando estão descansadas, quando não estão com fome.

Uma das possíveis reações de ansiedade é alteração da alimentação. Uma criança que está comendo pouco pode sentir-se de mau humor e aumentar ainda mais sua ansiedade.

Alguns dias antes do início das aulas (uma semana a 10 dias), recomece os horários que costuma praticar durante a época de aula. Coloque-o para dormir num período em que você tenha certeza de que ele acordará descansado.

Cada idade tem uma necessidade específica de sono, veja se a quantidade que seu filho está dormindo atende às necessidades para a idade dele.

4- DEIXE A ROTINA CLARA PARA SEU FILHO:

Hoje mesmo, durante o atendimento com a mãe, ela me falou: “mas eu tenho uma rotina bem certinha com ele”. Minha resposta para ela foi: “isso é excelente, parabéns! Só falta agora ele ter conhecimento dessa rotina”. Conhecendo a rotina, a criança sente-se mais segura.

Eu sempre digo que a criança ciente do próximo passo lida melhor com a ansiedade, inclusive ansiedade de separação por que dentro da rotina ela tem total convicção de que num certo momento seus pais irão busca-lo na escola.

Já falei sobre a importância da rotina para a criança: http://milenaloguercio.com.br/a-importancia-da-rotina-para-a-crianca/

UMA ATIVIDADE PARA AUXILIAR NESSA ETAPA: Construa junto com seu filho um “quadro de rotinas” para que ele possa visualizar seu dia a dia e diminuir a ansiedade. Para te ajudar, assista:

Já nesse vídeo, você entende os motivos pelos quais esse quadro facilita o dia a dia do seu filho: DÊ SENTIDO À ROTINA DO SEU FILHO E FACILITE SUA VIDA.

5- CASO SEU FILHO VERBALIZE SUAS DIFICULDADE, VALIDE SEUS SENTIMENTOS:

Sempre que a criança conseguir expor seus pensamentos, sentimentos ou até situações que aconteceram; não amenize a questão dizendo que “vai ficar tudo bem” ou algo parecido.

Escute-o, entenda o ponto de vista da criança, demonstre o quando você entende o que ela está sentindo e o quanto você já sentiu algo parecido naquela vez x, y ou z que você se recordará. Então, direcione-a para pensar estratégias de soluções para o que te contou.

6- CONVERSE COM A EQUIPE DOCENTE:

Assistir o filho com episódios desconfortáveis: apresentando ansiedade, sentindo medo de ir para a escola, chorando… Temos que concordar que não é nada confortável para os pais também.

É um momento delicado que tende a contagiar toda a família, a ponto de gerar insegurança inclusive nos pais:

  • Insegurança com relação a escolha da escola;
  • Insegurança com relação ao momento de iniciar a vida escolar;
  • Insegurança com possíveis acontecimentos que possam ter despertado essa repulsa da criança com relação à escola.

Estar alinhado com a equipe escolar ajuda os pais não perderem suas convicções e seguirem confiantes de que a adaptação escolar pode ser mais difícil para algumas crianças do que para outras, porém trata-se de um período e tende a sanar.

7- DEMONSTRE CONVICÇÃO:

Sempre digo para os pais que entendo os seus sentimentos e o “coração partido”. E sério, entendo MESMO. Passei pela adaptação escolar 2 vezes. Nessa segunda vez, registrei tudo aqui então você poderá ver que não foi fácil para mim também: ADAPTAÇÃO ESCOLAR – SENTINDO NA PELE.

Embora não seja uma tarefa fácil, é necessário que sejamos firmes.

Lembra quando eu digo que “comportamento é uma das possíveis linguagens?” Acredite que seu filho pode ser um ótimo perito comportamental.

Sim, ele pesca as entrelinhas: a linguagem corporal, a aparente preocupação, frustração ou tristeza; mesmo que nas palavras você continue uma excelente motivadora. NÃO BASTA.

Controle a sua ansiedade, se aproxime da equipe, busque meios de se tranquiliza conhecendo mais sobre a rotina daquela escola, pedindo alguns trechos de vídeo, fotografia, converse com outras mães que já estavam naquela instituição, conheça o que elas pensam sobre a escola. Todas essas ações ajudarão na mudança de postura para facilitar a adaptação do seu filho.

Caso você esteja enfrentando muita dificuldade, me escreva! Será um prazer ajuda-la: Milenaloguercio

Muitos Beijos!!!

DIÁRIO DE VIAGEM (#18) – ÉVORA – PORTUGAL

Nossa visita à Evora iniciou por um dos principais pontos turísticos de lá:

O Templo Romano (Templo de Diana): Patrimônio Mundial pela Unesco, o Templo Romano é mais um dos pontos que remetem Évora a um museu a céu aberto.

Esse templo foi construído no século I d.C.

Esse templo é um dos patrimônios mais valiosos da cidade. Muitos portugueses o chamam de Templo de Diana. A confusão existe por que surgiu uma lenda, no século XVII que dizia que o Templo de Diana (Deusa Romana da Caça) foi construído em Évora.

Em seguida, conhecemos a Catedral de Évora ou Catedral da Sé de Évora:

Tudo esculpido no granito, fui surpreendida pela beleza e imponência dela.

Seguimos como na maioria das cidades, andando sem pressa, conhecendo cada cantinho, nos encantando com sua beleza…

Isso que dá uma mãe ficar insistindo para tirar fotos.

Almoçamos num restaurante que foi eleito no meu ranking como “A pior comida que comi na viagem”, estou fazendo posts específicos para falar sobre restaurantes e hotéis. Colocarei aqui em breve.

A Praça do Giraldo é inevitável visitar! Parece que todos os lugares da cidade começam ou acabam nela. E que bom que isso acontece, por que ela é muito bonita.

Depois de passearmos e conhecermos Évora, retornamos à Lisboa, que foi o local onde ficamos hospedados para conhecer todas as cidades por onde passamos até então:  LisboaFátimaÓbidos, Caiscais ,Sintra e Évora!

Em Lisboa, fomos até a Rua Augusta novamente, visitamos algumas lojas (detalhes no vlog no final desse post), depois jantamos por lá:

Lisboa – Portugal

Depois do jantar, fomos até o apartamento em que estávamos hospedados para cantar parabéns para minha sobrinha Rafaela. Sim, 02 aniversários, 02 dias seguidos, sendo ontem do Fernando e hoje da Rafa!

E nesse clima de comemoração nós encerramos mais um dia delicioso dessa viagem.

*******************************VLOG EM BREVE ************************

Muitos Beijos!!!

INTRODUÇÃO ALIMENTAR – PASSO 3 – BLW OU PAPINHA, QUAL É MELHOR?

Caso tenha perdido os vídeos anteriores, clique nos assuntos abaixo:

Introdução alimentar – passo 1: Quando iniciar?

Introdução alimentar – passo 2: Alimentação é um aprendizado, tenha calma!

Nesse terceiro vídeo, a nutricionista Dra. Aline Telles abordou a seguinte questão: Como escolher o método de introdução alimentar?

A introdução alimentar tradicional é a mais conhecida por ser o método das papinhas. Mesmo assim, a nutricionista traz dicas de como é o preparo correto delas.

Já a introdução alimentar no método BLW, os alimentos são oferecido para o bebê em pedaços, com um corte adequado para que seja evitado o engasgo. A dra. Aline explica inclusive que a gengiva do bebê é forte o suficiente para triturar esses alimentos, não havendo a necessidade de tritura-los.

Explicado as diferenças, o mais adequado nesse passo é não criar grandes expectativas por que normalmente, quem se adapta melhor a um ou outro método e ditará a sua preferência será o próprio bebê.

Algumas crianças tendem a não se adaptar às papinhas tradicionais e ao ser oferecido os alimentos in natura, tendem a comerem melhor através desse momento de exploração.

Para tranquilizar os pais, com relação à quantidade, é importante ressaltar o que foi dito no passo 2: o leite materno continua sendo que fornece todos os nutrientes nessa fase. A alimentação entra em cena, nesse primeiro momento, como aprendizado.

Por falar em aprendizado, vale conferir a oficina organizada pela Dra. @Amorquenutri e a clínica @Commadre sobre introdução alimentar, proporcionando momentos de muito aprendizado e prazer para os bebês!

meuip.co

Muitos Beijos!!!

ATIVIDADE SENSORIAL DE INTRODUÇÃO ALIMENTAR PARA BEBÊS DE 06 MESES A 02 ANOS DE IDADE

Estou com uma série de vídeos lá no meu canal do Youtube chamada: “Introdução Alimentar – passo a passo”. Tratam-se de 10 vídeos nos quais a nutricionista, Dra. Aline Telles, ensina aos papais e mamães todo o que precisam saber para iniciar a alimentação dos seus filhos.

Para mais detalhes sobre a série, acesse:

Dessa vez, recebi o convite da Dra. Aline para conhecer uma oficina que faz com os bebês, mensalmente, para auxiliar a família (pais, mães e bebês), nesse processo de aprendizado.

A atividade é uma rica experiência e oportunidade dos bebês conhecerem os alimentos no seu formato natural, explorarem, se familiarizarem com a alimentação, observarem seus amiguinhos comendo e principalmente associarem a alimentação a um momento de prazer.

E quanto prazer!

Além do aprendizado associado à diversão, houve algo que na psicologia prezamos MUITO, o tempo todo por ali: a interação dos pais com os bebês.

Mostro mais detalhes no vídeo, no final desse post, onde a Dra. Aline explica que nesse momento não há julgamento, não há certo ou errado, não há expectativa de quanto comer… Tudo o que é preciso existir nesse momento é: curiosidade, exploração, amor, prazer e, cá entre nós, que ninguém nos escute, muita sujeira, rsrsrsrsrs!!!

Em alguns momentos, entre descontraídas conversas entre os pais presentes e a nutricionista, foi sugerido que a atividade fosse repetida em alguns momentos, na própria casa dos bebês. PENSA! Risada geral…

Mas a Dra. Aline deu uma boa dica para os pais: esterilizar e utilizar a própria banheira do bebê. Depois de explorarem os alimentos, irem direto para o banho. Achei uma alternativa muito bacana para quem não tem a possibilidade de levar o bebê até as oficinas.

Mas caso você esteja em São Paulo, e tenha a possibilidade, eu diria para você conhecer! Leve seu bebê, é bastante divertido para os filhos, para os pais, para você ter contato com outras pessoas que façam com que você divida o dia a dia, as alegrias, as dúvidas, enfim… É uma tarde bastante proveitosa para todos.

Para mais informações sobre datas, como participar, etc… Acesse: @Amorquenutri e @Commadre assim você ficará informado quando ocorrerem as próximas.

Não deixe de assistir o vídeo com todos os detalhes dessa oficina deliciosa, literalmente!!! Deliciosa pelas frutas e deliciosa pelos bebês!

****************************VÍDEO EM BREVE***************************

Muitos Beijos!!!

DIÁRIO DE VIAGEM (#17) – CAISCAIS E SINTRA – PORTUGAL

Iniciamos nosso dia de turismo em Caiscais, Portugal. Nos dias em que conhecemos: Lisboa, Fátima, Óbidos, Caiscais e Sintra; ficamos hospedados em Lisboa. Estávamos com um carro alugado e íamos de Lisboa para as outras cidades num deslocamento de 40 minutos a 1 hora, em média.

Minha impressão sobre Caiscais foi: sofisticação.

Uma cidade cheia de charme, na orla de uma prainha muito bonita.

Caminhamos por ali, passando por belíssimas casas, por marinas com lindas lanchas, por hotéis luxuosos e por paisagens estonteantes…

Passamos pelo Farol de Santa Marta, um cenário que achei muito bonito, inclusive:

A família uniformizada assim, teve um motivo! Passeamos por Caiscais no dia do aniversário do meu marido, então estávamos todos de “Team Fernando”!

Fomos caminhando por lindas paisagens até chegar a Boca do Inferno, não menos linda do que tudo o que estávamos vendo:

Nós paramos o carro próximo à Rua Direita, uma das ruas de principal comércio e restaurantes para turistas e seguimos caminhando até a Boca do Inferno. Valeu a pena por conta das lindas paisagens por onde passamos e fotografamos. Outra alternativa que vi bastante, foi a bicicleta. Com ciclovia e bastante gente usando, meu conselho é somente que você esteja em dia com a atividade física para não sofrer nas ladeiras (por que tem subidas), assim como sofri nesse passeio, em outra viagem: OS PERRENGUES E FUROS QUE PASSAMOS NA VIAGEM

Caminhando, foi muito tranquilo!!!

Cada paisagem tão maravilhosa, e como sempre, mergulho nas fotos!!!

Achei essa praia tão linda. Mostrei os detalhes no vlog (final do post), de um lado, quando a maré recua, dica raso assim como na foto. Do outo lado, fica somente areia! Muito diferente! Mostrei no vídeo, não deixe de assistir!

Posso dizer que num lugar desses, o Fernando teve um FELIZ ANIVERSÁRIO

Paramos para almoçar na Rua Direita. Falarei sobre o restaurante de Caiscais e todos os demais restaurante por onde passamos em Portugal, num post específico que colocarei aqui, em breve.

Infelizmente, recebemos uma lembrancinha especial de aniversário do Fernando em Caiscais: uma multa de trânsito. Por estacionamento. Estou contando todos os detalhes no vlog (no final do post).

Depois de almoçarmos, partimos rumo à cidade de Sintra.

Assim como Caiscais, porém numa proposta diferente por que Caiscais é aquela cidade praiana. Sintra é muito sofisticada.

Sintra, é um lugar com bastante ladeira e com carrinho, criança e afins é bem cansativo em alguns momentos. Vocês podem ver o “cansaço” de empurrar o carrinho e meu desabafo de mãe no vlog (final do post).

Só que se você me perguntar: você se arrepende de ter ido com filhos numa viagem com essa proposta: muita caminhada, ladeira, difícil acesso… Minha resposta, sem pensar e definitiva é NÃO!!!

Por conta do longo tempo em que permanecemos viajando, foi bem mais viável encaixa-los nos nossos planos do que curtir os primeiros dias de viagem e depois vivenciar tudo com o coração partido de saudade!

Os momentos de dificuldade por conta, principalmente, da dificuldade de acesso aos lugares, na totalidade das vezes era recompensado por momentos deliciosos que tivemos a oportunidade de viver juntos.

Fomos até a “Casa Piriquita”, uma famosa doceria de Sintra para provar os deliciosos “Travesseiros de Sintra”. Eu gostei muito! Recomendo. Tem mais detalhes no vlog, no final do post.

Depois de passear por lá retornamos à Lisboa. A ideia era comemorar o aniversário do Fernando num restaurante medieval em Sintra, até mostro o restaurante no vlog. Mas não curtimos muito então, decidimos retornar e comemorar em Lisboa.

Chegando em Lisboa, fomos para o Mercado da Ribeira, uma espécie de Mercado Municipal (de São Paulo), com vários boxes de todos os tipos de comida que você imaginar.

A vantagem é que cada um pode comer o que mais gosta mesmo estando numa galera.

A desvantagem é que por ser uma espécie de “praça de alimentação”, sentarmos todos juntos pode ser um verdadeiro desafio. Precisamos de sorte e paciência para conseguir unir todos.

Na minha cabeça, compraríamos um bolo depois do jantar e cantaríamos parabéns para o Fernando aqui mesmo. Mas, como explico no vlog, não parece um costume Europeu comemorar em restaurantes. Não vimos em nenhum dele durante toda a viagem.

Sendo assim, o Fernando pediu que deixássemos para cantar parabéns no apartamento em que estávamos hospedados. Comprei o bolo numa doceria deste mercado e comemoramos no apartamento conforme o desejo do aniversariante!

Assim encerramos mais um dia de turismo e de agradecimento à vida e saúde de meu marido amado.

***************************VLOG EM BREVE ****************************

Muitos Beijos!!!

INTRODUÇÃO ALIMENTAR – PASSO 2 – ALIMENTAÇÃO É APRENDIZADO, TENHA CALMA!

No primeiro passo sobre a introdução alimentar, falamos sobre “quando iniciar a introdução alimentar”, você pode conferir todos os detalhes, inclusive com o vídeo da nutricionista, nesse post:

Quando chega o momento de introduzir a alimentação na vida do bebê, os pais ficam cheios de dúvidas, no vídeo abaixo, a Dra. Aline está respondendo algumas delas sobre o passo 2: “Alimentação é um aprendizado”.

  • Como ficarão as mamadas a partir do 6º mês de vida do bebê?
  • Como devo começar? Com frutas?
  • Qual o formato dessa introdução? Papinhas ou BLW?

O mais importante que você precisa saber é que, até o bebê completar 01 aninho, a base da alimentação dele ainda será o leite materno. Isso significa que NADA, absolutamente NENHUM alimento que você oferecer para seu bebê terá mais nutrientes do que o leito materno.

Acho importante demais ressaltar isso por que têm muitas mães que ficam desesperadas ao verem que seus bebês não estão aceitando tão bem a nova alimentação.

Com toda certeza, sabendo que o leite já supri tudo o que o bebê precisa para continuar crescendo e se desenvolvendo bem, dá uma tranquilidade maior para que você cuide desse momento de forma mais leve, levando em consideração que é verdadeiramente um aprendizado de alimentação. Por isso, TENHA CALMA, não eleve tanto a expectativa para evitar a frustração!!!

Sobre a quantidade que o bebê precisa comer:

A Dra. Aline deixa claro um ponto que considero de extrema importância: “A criança deve comer DE tudo e não tudo”. Por ser um processo de aprendizado, por ser um bebê que ainda se alimenta de leite materno, por termos ciência de que nesse leite já contém tudo o que esse bebê necessita, não precisamos insistir na quantidade uma vez que a criança tem o seu nível de saciedade bem delimitado.

No vídeo (passo 2) a Dra. Aline explica todo o aprendizado que a criança adquire nesse processo, tem bebês que terão mais facilidade em lidar com tal aprendizado, já outros terão um pouco mais de dificuldades e TUDO BEM!

Essa série contém 10 passos, com 10 vídeos ricos de informação, feito com muito carinho pela nutricionista Dra. Aline que é especializada em gestação e primeira infância e foi quem me ajudou muito na introdução alimentar do meu filho Gabriel:

Continue acompanhando os próximos passos! Se inscreva no canal: Meu Canal do Youtube .

Meu Instagram: Milena Loguercio

Muitos Beijos!!!

DIÁRIO DE VIAGEM (#16) – ÓBIDOS – PORTUGAL

Nosso dia não começou nessa cidade, mas sim em Fátima. Estou somente separando uma postagem da outra pela diferença gritante de propostas do que vimos numa cidade x a outra.

Óbidos é uma cidade medieval bem pequena, no alto e toda murada.

O Castelo de Óbidos recebe um dos títulos das Sete Maravilhas de Portugal.

Conhecer Óbidos foi uma verdadeira surpresa para mim. Confesso que não havia nem me atentado que essa cidade estava no roteiro, menos ainda o que iríamos conhecer nela.

Pensa num lugar onde sua expectativa é ZERO na chegada, de onde você sai encantado! Foi assim que aconteceu comigo.

Eu já falei em outros capítulos do meu “Diário de Viagem 2019” que gosto de conhecer lugares e vivências bem diferentes do que vivemos no nosso dia a dia e Óbidos, sem sombra de dúvida foi um desses lugares.

Tudo bem que grande parte das minhas impressões foram ao acaso, por conta de visitarmos a cidade no penúltimo dia desse evento que estava acontecendo por lá e que para mim, foi o ápice da nossa visita: https://mercadomedievalobidos.pt/

Se você for para Portugal durante o mês de Julho, sério, vá lá conhecer! Você não se arrependerá!!!

Trata-se de uma viagem no tempo, com todas as pessoas naquele clima medieval, muitas pessoas contratadas fantasiadas, mas muitos frequentadores alugam fantasia na porta da cidade. Eu não sabia que amaria tanto conhecer, se eu soubesse, teria alugado uma fantasia. Não achei caro para alugar (por volta de $5 Euros) para passear por toda a cidade no clima medieval.

Como viemos de Fátima (conhecemos o santuário e você pode acompanhar os detalhes no vlog, no final desse post ou no próprio post sobre Fátima: http://milenaloguercio.com.br/diario-de-viagem-16-fatima-portugal/ ) a primeira coisa que fizemos foi parar para almoçar. A comida estava bem gostosa e estou fazendo posts sobre os restaurantes e postarei em breve.

Depois do almoço, compramos ingressos para participar do evento e entramos numa outra parte da cidade, que é onde ocorre toda a festa medieval (não deixe de assistir no vlog no final do posts, por que foi bem legal)!

Pensa numa imersão na época medieval. Foi o que vivemos nesse dia: Castelo, vikins, nobres, dragão, almocreves, cavaleiros, malabaristas, mendigos, armas, jograis, músicos, música, bailarinas, enfim, TUDO, absolutamente TUDO, até os restaurantes do evento remetem à época medieval.

Depois de passear por algumas lojinhas do lado de fora do evento, entramos para a parte mais interessante:

A parte onde a festa realmente acontece e onde os adultos vivenciam vidas muito diferente do dia a dia deles.

Eu fiquei bem empolgada nessa cidade. Achei fantástico o ambiente e o quanto as pessoas entram no clima. Além disso, é possível comprar artigos relacionados à época.

Quando estávamos andando por essa região da cidade, um dos atores veio brincar comigo como se fosse me enforcar. No vlog (final do vídeo) tem mais detalhes desse momento divertido.

Já meu marido foi executado de outra maneira, rsrsrsrsrsrs…

Um ritual bem mais completo, esse “viking” prende ele, toca um instrumento e pá! Execução! KKKKKKKKKKKKKKKK… Confesso que agora é engraçado, mas durante eu fiquei apreensiva, rsrsrsrsrsrs… a brincadeira é tão real que até o Fernando deve ter sentido medo! Rs.

Claro que tudo o que eles esperam em troca é a gorjeta!

Valeu a brincadeira e você poderá sentir todo o clima do que estou contando nesse post, no vlog abaixo:

*******************************EM BREVE*******************************

Muitos Beijos!!!

DIÁRIO DE VIAGEM (#16) -FÁTIMA – PORTUGAL

Mais um dia que posso listar como #sobrerealizarsonhos! Conhecer Fátima foi uma realização. Sempre quis estar e sentir a energia desse lugar que atendeu minhas expectativas, sabe aquele lugar que te transmite uma paz e gratidão imensas? Posso dizer que Fátima – Portugal é um deles.

Nos dias de hoje, o Santuário de Fátima está como um dos principais destinos religiosos do mundo.

O Santuário recebe milhares de devotos diariamente.

A história que contam do lugar é que três crianças pastorinhas: Jacinta Marto, Francisco Marto e Lúcia de Jesus teriam testemunhado algumas aparições de uma “linda senhora” de branco que anos depois ficou conhecida como a “Senhora do Rosário” que declarou ter sido enviada por Deus com uma menagem de apelo à oração, à penitência e ao sacrifício; por volta do ano de 1917.

No início, eles foram desacreditados pela população. Porém, com o passar do tempo e mais eventos de aparições acontecendo, foi construída a “Capelinha das Aparições” no local.

Desde então, este lugar começou a receber muitos e muitos peregrinos e foi crescendo até chegar no Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

Os três pastorinhos receberam uma homenagem e seus túmulos encontram-se no Santuário:

Na maioria das igrejas que entrei, durante toda a minha na Europa, eu fazia uma oração e vários agradecimentos.

Nessa igreja, em especial, foi um pouquinho diferente. Além de orar e agradecer MUITO por tudo; não contive as lágrimas (dá para ver mais detalhes no vlog no final desse post).

Não sei dizer exatamente pelo quê eu chorava mais. Mas normalmente, ao conhecer um lugar especial, que sonhava conhecer e tal, eu acabo chorando mesmo. As lágrimas escorrem sem que eu tenha controle. Mas nesse caso, além de tudo, a perda da minha avó (católica fervorosa) estava bem recente e tanto eu como minha mãe (tenho certeza) não parávamos de pensar nela e o quanto ela estaria feliz nos vendo ali.

O cenário do Santuário de Fátima me transmitiu uma paz e felicidade absurda!

No vlog, no final desse post, eu mostro a chegada de vários peregrinos, inclusive muitos deles de joelhos, o que me deixou bastante impressionada com tamanha devoção.

Vale dizer minhas impressões sobre o local: apesar de bem cheio, conta com uma excelente limpeza e organização. Os espaços são amplos, modernos e aconchegantes.

Que lugar lindo!

“Onde estiver…”
“…Estarei contigo”

Nosso dia de viagem não terminou em Fátima, daqui fomos conhecer uma cidade medieval MUITO INTERESSANTE, que me deixou muito maravilhada, chamada Óbidos.

Tanto o vlog de Fátima como de Óbidos estão aqui no final deste post. Estou separando somente a parte das fotografias por que foram propostas muito diferentes num único dia.

Assim, ficam aqui as minhas impressões e lindas fotos da visita ao Santuário de Fátima e no próximo post, deixarei todos os detalhes sobre a cidade de Óbidos.

***************************VLOG EM BREVE*****************************

Muitos Beijos!!!

INTRODUÇÃO ALIMENTAR – PASSO 1 – QUANDO INICIAR?

Lá no Meu Canal do Youtube está rolando uma série de 10 vídeos com tudo o que os pais precisam saber para a introdução alimentar do bebê.

Expliquei mais sobre os motivos dessa série no post abaixo:

Você terá acesso a todas as respostas enumeradas no post acima.

O vídeo 1 já foi liberado:

Nesse vídeo, a Dra. Aline Telles, especialista no assunto, conta os motivos para esperarmos até o 6º mês para oferecer qualquer outro alimento para o bebê além do leite, inclusive água.

Em casos de introdução alimentar mais antigas, os profissionais iniciavam até um pouco antes dos seis meses de vida do bebê, normalmente sobre a alegação do bebê acostumar com novos sabores.

Segundo a Dra. Aline, o corpo do bebê ainda não está totalmente preparado para receber outros tipos de alimentos.

Necessitamos de uma enzima na nossa saliva para auxiliar a digestão chamada de “amilase salivar”. Essa enzima não é produzida antes dos quatro meses de vida.

Assim, antes dos quatro meses, não se deve ofertar chás, sucos ou até mesmo água para os bebês. Eles não têm essa necessidade ainda.

Do quinto ao sexto mês de vida do bebê, não existe nenhuma comprovação dos benefícios da introdução alimentar pelo contrário! Devido ao organismo em desenvolvimento pode ainda ser prejudicial iniciar a alimentação do bebê além do leite.

Alguns pais ficam aflitos com a diminuição do ganho de peso do bebê por volta dessa fase (cinco a seis meses de vida) e por essa razão resolvem iniciar a alimentação além do aleitamento.

Segundo a Dra. Aline Telles, até o quinto mês, o ganho de peso considerado excelente para um bebê varia em média nas 30 gramas diárias. Porém, por volta do sexto mês, esse ganho de peso é esperadamente reduzido para uma média de 07 gramas diárias. O que aflige muitos papais e mamães e acaba funcionando com um gatilho para recorrer mais rapidamente à introdução alimentar.

O que fica de mais precioso nesse primeiro vídeo da série é que o LEITE MATERNO continua sendo o alimento mais completo e de maior benefício para o bebê.

Nenhum alimento que oferecermos para o bebê irá compensar a composição dos nutrientes do leite materno.

Você ainda tem alguma dúvida sobre introdução alimentar ou aleitamento materno?

Entre em contato com a Dra. Aline Telles, nutricionista especialidade nessas questões:

https://www.commadre.com.br/equipe/aline-telles/

Não deixe de acompanhar as próximas postagens sobre INTRODUÇÃO ALIMENTAR.

Muitos Beijos!!!

INTRODUÇÃO ALIMENTAR PASSO A PASSO – UMA SÉRIE DE 10 POSTS COM VÍDEOS DA NUTRICIONISTA:

Tenho 02 experiências diferentes sobre introdução alimentar:

Meu primeiro filho, recebeu aleitamento exclusivo até o 6º mês de vida: não recebi nenhum auxílio profissional na fase de introdução alimentar e teve muita dificuldade para começar a comer.

X

Meu segundo filho, recebeu aleitamento exclusivo até o 6º mês de vida: recebi o auxílio profissional de uma nutricionista especializada no universo materno (amamentação, alimentação durante a gestação, introdução alimentar…) e teve uma facilidade muito grande para começar a comer.

Minha questão: COINCIDÊNCIA????

Caso você tenha a resposta, escreva para mim, por favor. Só que no meu ponto de vista, não foi uma simples coincidência não. A Dra. Aline buscou entender nossa rotina, o histórico de vida do Gabriel, nossos hábitos alimentares enquanto família… Nos encheu de dicas tanto comportamentais com relação ao momento da refeição até a composição da papinha de fato.

Foi tão importante nas nossas vidas que decidi dividir com você, desde aquela época: http://milenaloguercio.com.br/introducao-alimentar-dicas-da-nutricionista-do-gabriel/ com vídeos bastante completos, inclusive.

De lá para cá, muitos estudos surgiram e algumas coisas foram reorganizadas desde então. Assim, em parceira com a Dra. Aline Telles, estamos produzindo uma série de 10 vídeos contando todos os detalhes que os pais precisam saber para a introdução alimentar do bebê.

No decorrer dessa série serão respondidas questões bastante relevantes como:

  • Quando iniciar a introdução alimentar?
  • O que é o método BLW?
  • BLW ou papinha, qual o melhor método?
  • Qual a quantidade que o bebê precisa comer?
  • O bebê não ganha peso por causa do aleitamento exclusivo?
  • Como devem ser preparados os legumes para o método BLW?
  • Como deve ser prepara a papinha para ser mais nutritiva?
  • O que é reflexo de GAG?
  • Como diferenciar o reflexo de GAG do engasgo?
  • Por que não oferecer suco natural para o bebê?
  • Como compor a papinha do bebê?
  • Por que não utilizar SAL e AÇÚCAR na alimentação do bebê?

Essas e outras questões serão respondidas no decorrer dessa série. Para não perder nenhuma postagem, cadastre-se aqui no blog que você receberá todo o conteúdo!

Os vídeos saem também lá no meu canal: Milena Loguercio .

Tenho certeza de que essa série será muito útil para você ou para aquela amiga que está prestes a vivenciar esse momento!

Muitos Beijos!!!