BLIZZARD BEACH – PARQUE AQUÁTICO DA DISNEY

Esse é o relato de um episódio da minha vida que eu escolheria esquecer, de tão ruim que foi. Mas justamente por ter sido um dos piores dias da minha vida, ficará marcado para sempre e será inesquecível.

Antes de Qualquer coisa, vou contar a parte “feliz”:

Ao chegar nos parque Blizzard Beach confesso que me chamou a atenção quando vi uma espécie de tenda dizendo:

“Lost Children” = Criança perdida

Foto divulgação
Foto divulgação

Lembro de comentar com o Fernando que não estava habituada a encontrar esses espaços nos parques. Eu sei que tem, mas na minha cabeça, caso eu precisasse um dia (longe de mim), eu iria no “Guest Service” = serviço de atendimento ao cliente.

Mal eu sabia que minhas observações já eram uma “luz divina” para eu saber para onde correr quando o fato acontecesse.

Passamos um dia bem gostoso. Fomos em diversos brinquedos sempre revezando por que o Gabriel, com 5 meses, precisava ficar quietinho sempre acompanhado de alguém.

Num determinado momento, o Fernando veio de um dos brinquedos e me falou:

“Milena, vai lá com ele, é muito legal e a fila tá pequena, eu fico aqui com o Gabriel”.

Foi o tempo de passar o Gabriel para o colo dele. Quando olho ao redor, cadê o Felipe? Fiz a mesma pergunta para o Fernando que disse: “Tá nessa piscina aí da frente”.

Nós deixávamos o Felipe de boia justamente para que ele ficasse mais a vontade para brincar.  Fui na piscina da frente e comecei a procurar… Nada… Rodei, rodei… nada…

Falei para o Fernando: “Você tá vendo ele? Já dei a volta e não encontrei”.

PRONTO, ENTRAMOS EM DESESPERO.

Na hora lembramos do “Lost children” e lá fomos nós, trêmulos, desesperados, chorando… Não conseguia falar nem em português, pensa como foi minha comunicação em Inglês, rs.

Enquanto eu explicava para a moça o acontecido, o Fernando me pediu para não sair da entrada do Parque e prestar atenção em TODAS AS CRIANÇAS que saíam. Enquanto ele rodaria atrás do Felipe.

Eu mostrei a foto do Felipe para ela e o que a funcionária me explicou: ela passou as características do Felipe no rádio para “todos os funcionários do parque, quando eles verem um parecido com o seu filho, eles o retirarão da piscina e irão certificar-se de que não seja realmente o Felipe”.

Pediu que eu tentasse me acalmar que eles achariam o Felipe logo.

IMPOSSÍVEL! Eu fui ficando cada vez mais nervosa. A medida em que o Fernando aparecia novamente na minha frente, sem o Felipe, eu ia me desesperando ainda mais. Ele apareceu 2x sem o Felipe para me perguntar se “já encontraram”.

Todos os funcionários que passavam por mim, eu parava e pedia que olhassem a foto, explicava que meu filho estava perdido e eu apavorada. Todos respondiam a mesma coisa: “calma, eu já estou sabendo e nós estamos atrás do seu filho.”

O terceiro funcionário que parei foi um senhor. Ele disse assim: “fica tranquila; me mostra a foto dele”. Mostrei, então ele disse: “calma, eu sou bom em achar crianças”.

Pois foi esse que voltou com meu filho nos braços. Senhor, que situação horrível.

Por fim, nos acalmamos, voltamos para o parque; ganhamos um sorvete “para acalmar”.

SORVETE BLIZZARD

Se liga no que é esse sorvete! Um balde e uma pá. O balde vem lotado de sorvete, encima é chantilly e confeitos em formato de MICKEY. Vem muito sorvete mesmo e a ideia é que depois dele, a criança possa brincar pelo parque já que temos areias de praia por vários lugares:

Ficou tudo bem. A estrutura deles é verdadeiramente fantástica, mesmo assim, aconselho todo o cuidado por que a estrutura não ameniza o desespero que vivemos.

Fora isso, nosso dia foi incrível, na sequência deixarei algumas fotos e no final desse post, deixarei o VLOG desse dia para vocês!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais detalhes sobre nosso dia, com direito a imagens de escorregadores do Blizzard Beach:

Muitos Beijos!!!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *