VIAGEM BARILOCHE – TOUR PELAS LOJAS DE CHOCOLATES

Nosso dia começou com um tour pela Rua Bartolome Mitre, a rua principal do turismo de Bariloche.

Fomos na loja de chocolates Mamuschka , a loja é belíssima e com um espaço de lanchonete onde é possível comer lá, assim como na Rapanui Chocolates e na Del Turista Chocolates. As três são equivalentes em termos de valores e confesso que não encontrei muita diferença nos sabores também. Gosto do chocolate tipo Rama e das três lojas que pude provar, eu gostei do sabor do chocolate.

O que difere, no caso da loja Mamuschka é a opção das bonequinhas decorativas do modelo Mamuska que tem dos mais diversos tamanhos, modelos e valores. São lindas, tem até o tipo Mamuska em chocolates, o que me daria uma certa pena de comer! rsrsrsrs…

Olha essa vitrine lotada delas! A coisa mais graciosa!!!

Ainda no Mamuschka, essa é a parte da lanchonete deles, com guloseimas deliciosas.

Saímos da loja Mamuschka e fomos conhecer a Del Turista chocolates. Essa loja forma um pequeno centro comercial com lanchonete também e espaço kids! Não tem quase nada de brinquedos, mas acredite, as crianças se divertem assim mesmo.

Enquanto eles se divertem, papai e mamãe conseguem conversar!!! Vale a pena!

Enfim, conseguimos almoçar no restaurante D.O.N.D.E.R.A . Vou te explicar o porquê do “enfim”. Assim que chegamos em Bariloche, minha sogra, uma pessoa bastante comunicativa, pediu várias indicações para moradores da região sobre lugares legais para almoçar. O restaurante D.O.N.D.E.R.A foi o primeiro a ser indicado e depois disso, recebemos a indicação dele mais 2x. Claro que pensamos na hora “esse deve estar na nossa lista”! Ingenuamente, no primeiro dia, chegamos para almoçar lá mais ou menos as 13:30h e a espera era mais de 2 horas. Sem chance! Estávamos com muita fome e acabamos desistindo.

Retornamos lá mais 2 vezes depois desse episódio, uma delas passava das 15h e ele já estava fechado; na outra a espera era bem grande novamente. Pelo meu pai, teríamos desistido, risos. Mas como eu estava grávida, sim, até então eu estava grávida (não estou mais, perdi meu bebê e contei os detalhes nesse post: A dor de perder um sonho . Eles não quiseram que eu voltasse para o Brasil aguada por comer no D.O.N.D.E.R.A assim nesse dia, chegamos no restaurante antes do meio dia (faltava uns 15 minutos pro meio dia)  e fomos os primeiros!!!

O que tenho a dizer é que valeu a pena! Os motivos: a comida é saborosa, farta e o preço é muito bom! Com entrada (empanadas), prato principal e sobremesa inclusa, levamos comida até para a janta!

Aqui é uma parte de uma prato, eu diria menos da metade de uma prato! Eles são muito bem servidos.

Sobremesa inclusa

Por fim, ainda querem agradar a criançada com pirulitos! Os meus pequenos saíram felizes!

Depois do almoço, fomos conhecer a loja El Reino de los Chocolates, na minha opinião, a mais linda de todas! Ameis as cores, os enfeiteis, as caixas, tudo!!! No vídeo, no final desse post, mostro com mais detalhes a loja, mostro inclusive o teto que é fofo demais!  Mas em termos de sabores e valores, equivale as outras que já mostrei aqui, inclusive a mais famosa Rapanui Chocolates que já mostrei com detalhes no vlog do primeiro dia da nossa viagem VLOG CHEGADA EM BARILOCHE

 

Rua Bartolome Mitre

Essa foi a galera, companheira dessa viagem gelada e deliciosa. Bariloche vai deixar saudades no meu coração e tenho certeza absoluta de que deixará uma linda lembrança, especialmente na memória do Felipe por ter a oportunidade de ter vivenciado tudo isso ao lado de seus avós. Sim, o Gabriel ficou muito feliz com tudo também, mas acho que para uma criança com 6 anos e meio, as lembranças já não se apagarão mais.

Uma loja de fliperama da cidade tem o hábito de colocar personagens na cadeira na frente dela. Eles variam os personagens e tanto as crianças como a mamãe não resistiram as fotos!

Visitamos várias lojinhas de souvenires também!

No final do dia, chegávamos no hotel e nos deparávamos com essa vista de presente!

Lago Nahuel Huapi

Depois do dia todo andando,  os meninos desmaiavam!

VÍDEO DO NOSSO DIA DE TOUR PELAS LOJAS DE CHOCOLATES:

Muitos Beijos!!!

VIAGEM BARILOCHE – CERRO CAMPANÁRIO

 

Dia de conhecer a Colônia Suíça, no caminho, paramos no “Punto Panoramico” para registrar essa vista linda:

 

 

Quando chegamos na Colônia Suíça eu descobri 2 coisas: a 1ª é que eu deveria ter pesquisado melhor sobre o funcionamento. O comércio geral não é aberto diariamente, tem dias certos para abrir, nos demais a abertura é facultativa. Atualmente sei que funciona aos domingos a às quartas-feiras, mas quando você for, informe-se melhor sobre essas datas para ver se permanecem as mesmas.

A 2ª coisa: é muito mais bonita nas fotos do que pessoalmente além do que de “Suíça” tem somente o nome!

Como eu digo no vídeo de vlog desse dia (ao final desse post), caso tenha poucos dias e precise eliminar passeio, minha sugestão é deixar esse de lado e não sofrer por isso!!!

Foi inevitável comparar a uma visita que fizemos no Chile, numa cidade chamada Frutillar, e como diz o ditado, “a expectativa é a mãe da merda”, Frutillar é “um pedaço da Alemanha no Chile. Acreditamos que dessa mesma forma, “Colônia Suíça” seria um pedaço da Suíça na Argentina. De Suíça não existe nada, nem um chocolate se quer saber! A beleza também foi um item descartado nesse “pedaço de Suíça” na Argentina.

Ao sair da Colônia Suíça, fomos ao Cerro Campanário e este lugar sim, vale a visita!

Subimos de teleférico e o Gabriel pôde ir conosco! Achei que não poderíamos subir com ele, mas ele pode ir no colo!

A vista lá de cima é espetacular!

Até abusamos das fotos! As paisagens, o sol, a luz… toda a composição deixaram nossas fotos lindas!

 

 

 

 

Paramos num restaurante  no caminho para almoçar. Não me recordo o nome do restaurante mas a comida era típica de lá = mais churrasco!

Estava gostosa a comida, não marquei o nome do restaurante por um acaso mesmo.

Retornamos mais cedo para o hotel do que nos dias anteriores que chegamos a noite então foi possível parar no caminho e ver o lago Nahuel Huapi bem de pertinho! Houve quem não resistiu e mergulhou as mãos nas suas águas congelantes! Eu, particularmente, não tive coragem! rsrsrsrsrsrsrs…

O que eu acho mais incrível quando viajo que até os lugares “micados” como a Colônia Suíça são perdoados pelo “espírito viajante” que se instala em mim enquanto passeio, é quase como aquele “espírito natalino” que carregamos nos fins de ano, sabe? Onde tudo é bom, lindo, perdoado e adorado! Assim que me sinto sempre que viajo, tipo: “vale tudo!” AMO MUITO essa sensação deliciosa!

VLOG DO NOSSO DIA:

 

Muitos Beijos!!!