VIAGEM BARILOCHE – CERRO CAMPANÁRIO

 

Dia de conhecer a Colônia Suíça, no caminho, paramos no “Punto Panoramico” para registrar essa vista linda:

 

 

Quando chegamos na Colônia Suíça eu descobri 2 coisas: a 1ª é que eu deveria ter pesquisado melhor sobre o funcionamento. O comércio geral não é aberto diariamente, tem dias certos para abrir, nos demais a abertura é facultativa. Atualmente sei que funciona aos domingos a às quartas-feiras, mas quando você for, informe-se melhor sobre essas datas para ver se permanecem as mesmas.

A 2ª coisa: é muito mais bonita nas fotos do que pessoalmente além do que de “Suíça” tem somente o nome!

Como eu digo no vídeo de vlog desse dia (ao final desse post), caso tenha poucos dias e precise eliminar passeio, minha sugestão é deixar esse de lado e não sofrer por isso!!!

Foi inevitável comparar a uma visita que fizemos no Chile, numa cidade chamada Frutillar, e como diz o ditado, “a expectativa é a mãe da merda”, Frutillar é “um pedaço da Alemanha no Chile. Acreditamos que dessa mesma forma, “Colônia Suíça” seria um pedaço da Suíça na Argentina. De Suíça não existe nada, nem um chocolate se quer saber! A beleza também foi um item descartado nesse “pedaço de Suíça” na Argentina.

Ao sair da Colônia Suíça, fomos ao Cerro Campanário e este lugar sim, vale a visita!

Subimos de teleférico e o Gabriel pôde ir conosco! Achei que não poderíamos subir com ele, mas ele pode ir no colo!

A vista lá de cima é espetacular!

Até abusamos das fotos! As paisagens, o sol, a luz… toda a composição deixaram nossas fotos lindas!

 

 

 

 

Paramos num restaurante  no caminho para almoçar. Não me recordo o nome do restaurante mas a comida era típica de lá = mais churrasco!

Estava gostosa a comida, não marquei o nome do restaurante por um acaso mesmo.

Retornamos mais cedo para o hotel do que nos dias anteriores que chegamos a noite então foi possível parar no caminho e ver o lago Nahuel Huapi bem de pertinho! Houve quem não resistiu e mergulhou as mãos nas suas águas congelantes! Eu, particularmente, não tive coragem! rsrsrsrsrsrsrs…

O que eu acho mais incrível quando viajo que até os lugares “micados” como a Colônia Suíça são perdoados pelo “espírito viajante” que se instala em mim enquanto passeio, é quase como aquele “espírito natalino” que carregamos nos fins de ano, sabe? Onde tudo é bom, lindo, perdoado e adorado! Assim que me sinto sempre que viajo, tipo: “vale tudo!” AMO MUITO essa sensação deliciosa!

VLOG DO NOSSO DIA:

 

Muitos Beijos!!!