VIAGEM BARILOCHE – CAMINHO DOS SETE LAGOS – SAN MARTIN DE LOS ANDES

Fizemos o caminho dos sete lagos que tem o início da cidadezinha de Villa La Angostura 

pensa numa cidade charmosa, é a própria! Eu adorei o lugar! Me trouxe a recordação da cidade de Pucón, no Chile.

Nossa passagem foi bem rápida por que tínhamos um longo caminho pela frente.

Villa La Angostura

O caminho dos sete lagos tem uma extensão de 107 km “que atravessa os parques nacionais Lanín e Nahuel Huapi oferece acesso a vários lagos na área florestal dos Andes Patagônicos , bem como a outros pontos turísticos.” (site: wikipédia)

Os sete lagos mais importantes no caminho da estrada após o qual a rota é denominada são:

O final do caminho dos sete lagos dá na cidade de San Martin de Los Andes. Chegamos com muita fome e o primeiro ponto de parada foi um restaurante.

Escolhemos ao acaso, por conta de estar no nosso caminho e ser bonito! rs. Mas demos sorte, foi uma boa escolha e vale a indicação: Parrilla Patagonia Piscis. Apesar do nome de “peixe”, comemos uma bela e farta churrascada!

Esse ursinho da foto abaixo foi comprado no free shopping do aeroporto de Guarulhos no dia da nossa viagem e tornou-se o companheiro de aventuras do Gabriel desde então! Ele agarrou um amor por esse ursinho que esteve conosco em todos os passeios e em todos os momentos da minha casa, desde então! rsrsrsrsrs…

Com essa brincadeirinha da foto, aproveito para lembrar que protetor solar é algo imprescindível na mala de quem vai viajar para local de neve. Como é muito gelado os locais, vamos queimando a pele sem nem nos darmos conta! Precisamos muito dele o tempo todo!

Praça Central – San Martin de Los Andes.

Sobre visitar San Martin de Los Andes: acredito que tanto as cidades de Villa La Angostura e San Martin são locais que valem muito a visita. As duas cidades são lindas e tive a impressão que visitamos correndo demais e passamos o dia viajando dentro de um carro. Assim, caso você esteja indo para Bariloche e queira avaliar o quanto vale esticar até essas cidades, considere a possibilidade de dormir 01 ou 02 dias em San Martin (algo que teríamos feito depois de passar por essa experiência), especialmente se estiverem indo com crianças!

Os Sete Lagos em si, não considerei nada de especial visto que temos um lago maravilhoso em Bariloche, o próprio Nahuel Huapi; o que faz os Sete Lagos aparentaram, na sua maioria, “mais do mesmo”.

Amei as cidades e gostaria da oportunidade de passar mais tempo nelas, então dormir lá nos daria esse tempo a mais que perdemos na estrada! Só uma sugestão!!!

VLOG REFERENTE AO NOSSO DIA:

 

Muitos Beijos!!!

 

 

VIAGEM BARILOCHE – CERRO CAMPANÁRIO

 

Dia de conhecer a Colônia Suíça, no caminho, paramos no “Punto Panoramico” para registrar essa vista linda:

 

 

Quando chegamos na Colônia Suíça eu descobri 2 coisas: a 1ª é que eu deveria ter pesquisado melhor sobre o funcionamento. O comércio geral não é aberto diariamente, tem dias certos para abrir, nos demais a abertura é facultativa. Atualmente sei que funciona aos domingos a às quartas-feiras, mas quando você for, informe-se melhor sobre essas datas para ver se permanecem as mesmas.

A 2ª coisa: é muito mais bonita nas fotos do que pessoalmente além do que de “Suíça” tem somente o nome!

Como eu digo no vídeo de vlog desse dia (ao final desse post), caso tenha poucos dias e precise eliminar passeio, minha sugestão é deixar esse de lado e não sofrer por isso!!!

Foi inevitável comparar a uma visita que fizemos no Chile, numa cidade chamada Frutillar, e como diz o ditado, “a expectativa é a mãe da merda”, Frutillar é “um pedaço da Alemanha no Chile. Acreditamos que dessa mesma forma, “Colônia Suíça” seria um pedaço da Suíça na Argentina. De Suíça não existe nada, nem um chocolate se quer saber! A beleza também foi um item descartado nesse “pedaço de Suíça” na Argentina.

Ao sair da Colônia Suíça, fomos ao Cerro Campanário e este lugar sim, vale a visita!

Subimos de teleférico e o Gabriel pôde ir conosco! Achei que não poderíamos subir com ele, mas ele pode ir no colo!

A vista lá de cima é espetacular!

Até abusamos das fotos! As paisagens, o sol, a luz… toda a composição deixaram nossas fotos lindas!

 

 

 

 

Paramos num restaurante  no caminho para almoçar. Não me recordo o nome do restaurante mas a comida era típica de lá = mais churrasco!

Estava gostosa a comida, não marquei o nome do restaurante por um acaso mesmo.

Retornamos mais cedo para o hotel do que nos dias anteriores que chegamos a noite então foi possível parar no caminho e ver o lago Nahuel Huapi bem de pertinho! Houve quem não resistiu e mergulhou as mãos nas suas águas congelantes! Eu, particularmente, não tive coragem! rsrsrsrsrsrsrs…

O que eu acho mais incrível quando viajo que até os lugares “micados” como a Colônia Suíça são perdoados pelo “espírito viajante” que se instala em mim enquanto passeio, é quase como aquele “espírito natalino” que carregamos nos fins de ano, sabe? Onde tudo é bom, lindo, perdoado e adorado! Assim que me sinto sempre que viajo, tipo: “vale tudo!” AMO MUITO essa sensação deliciosa!

VLOG DO NOSSO DIA:

 

Muitos Beijos!!!