SÉRIE: ABRINDO O BAÚ – DIÁRIO DE VIAGEM DO CHILE – PUCÓN

Depois de Puerto Varas, fomos com destino a Pucón. E que ordem de viagem bem planejada, meu Deus do céu! Foi perfeita por que quando pensávamos se já havíamos visto tudo de mais bonito, o próximo local conseguia nos surpreender. Pucón, indiscutivelmente, foi a cidade que mais gostei de todas pelas quais passamos durante a nossa estadia no Chile.

É o Fernando todo encapotado, Milena? Não!!! É o manequim da loja mesmo que não resisti em oferecer um abraço quentinho!

Quando contratamos a empresa de turismos, já estava no contrato que teríamos direito a essas roupas para visitar a estação de esqui em Pucón, mas se liga só nisso:

Estávamos nos sentindo muito operários com essas roupas parecendo uniformes que paramos para trabalhar no caminho! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Vulcão Villarica, Pucón.

Este Vulcão teve a sua última erupção em 1985 mas ainda é considerado um vulcão ativo, assim, existem avisos de “alerta de vulcão em atividade” pela cidade de Pucón. Confesso que isso me deixou um pouco apreensiva!

Vulcão Villarica, Pucón.

Fernando alugou o snowboard e fez uma aula antes da descida o que, segundo ele, garantiu umas boas horas de divertimento. Acredito que como já tinha uma noção de equilíbrio por conta do surf, foi mais fácil para ele. Eu preferi ficar rolando na neve e escorregando de esqui bunda mesmo!

As lavas solidificadas do vulcão deu origem a formação de cavernas como essa que visitamos conhecida como “Cueva do Chocolate”. Da até vontade de comer mesmo dada a perfeição das cores e aspectos de chocolate!

De noite, passeávamos pela cidade que nos dava essa vista do vulcão Villarica ao fundo. Muito incrível esse lugar!

Essa praça ficava em frente ao hotel onde estávamos hospedados.

Enjoy Gran Hotel Pucón.

Termas Huife.

Um passeio muito bacana que fizemos foram as piscinas naturais de águas termais em Pucón.

Estava tanto frio nesse dia e me recordo de perguntar para o guia: “Mas como fazemos para entrar na piscina nesse frio?”

A resposta foi: “Fácil! Tira a roupa e entra!”

De tanto frio eu achei que eles estivesse brincando. Mas a água é tão quente que depois de alguns minutos dentro dela chegamos até a sentir uma sensação de falta de ar o que faz com que sair no frio seja um verdadeiro alívio e não sentimos o frio que está de fato do lado de fora. Então conseguimos ficar bastante tempo revesando entre entrar e sair da água quentinha!

As piscinas têm temperaturas diferentes, a mais quente estava com 40º C no dia em que estávamos lá.

 

Um lugar muito tranquilo e como fomos fora de temporada, estava somente para nós!

Depois de Pucón, retornamos para Santiago:

Chegamos no hotel e saímos para jantar nesse restaurante que é um ponto turístico bem famoso por lá: Giratório.

A comida é gostosa mas o que o torna bastante conhecido é o fato de jantarmos enquanto o restaurante da uma volta de 360º e podemos ver toda a cidade lá de cima!

Para ele vinho, como todas as noites durante essa viagem; para mim: suco de framboesa como a maioria das noites no decorrer de toda a viagem!

No dia seguinte, antes de voltar para nossa casa, passamos para conhecer a vinícola Concha Y Toro.

Fazemos um tour pela vinícola, ouvimos as explicações sobre todo o processo de produção do vinho bem como a história do vinho “Casillero Del Diablo”.

Um lugar muito bonito para visitar também!

Por fim, fazemos um brinde, provamos os vinhos e trazemos as taças de presente que, para minha surpresa, chegaram inteiras no Brasil.

O vídeo que me despertou a vontade de rever essas fotos foi este aqui:

Postei no meu canal e fiquei com tanta saudade que decidi rever todos os detalhes dessa viagem!!!

Não deixe de ver os demais posts sobre o Chile!

Muitos Beijos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *