DIÁRIO DE VIAGEM (#8) – AGEROLA E RAVELLO

Amanhecemos o dia nos despedindo de Vico Equense (Um região da província de Nápoles, onde nos hospedamos para conhecer: Pompéia, Capri e Sorrento) e pegando a estrada rumo a Agerola.

Nos próximos dias conheceremos a Costa Amalfitana. Procuramos por hotéis em cidades estratégicas para que conseguíssemos otimizar tempo e dinheiro.

Nossa primeira parada foi no B&B Casa Pendola, nossa hospedagem dos próximos dias em Agerola. Estou fazendo post sobre nossas impressões dos hotéis por onde passamos nessa viagem. Deixarei aqui o post sobre os hotéis anteriores: **********EM BREVE*******

Casa Pendola – B&B – Agerola – Itália

Fizemos check in no hotel.

Impressionante como vemos parreiras por todo canto na Itália! Muitos italianos cultivam suas próprias uvas.

No hotel onde ficamos não era diferente.

Depois de conhecer nossas instalações, partimos rumo a Ravello (província de Salerno) e nos deparamos com paisagens belíssimas na descida da serra. Eu não conseguia desligar a câmera, para você ter uma noção. Estou deixando algumas fotos aqui, mas no vlog (no final do post), você pode ver com mais detalhes a beleza das paisagens.

Cada curva que o carro fazia, nos encantávamos mais e mais com tudo o que nossos olhos conseguiam enxergar.

A essa altura, já nos habituamos até com o aperto para passar com o carro por alguns pontos da estrada. Falei mais sobre isso no post de Pompéia: http://milenaloguercio.com.br/diario-de-viagem-6-pompeia/ e Vico Equense: http://milenaloguercio.com.br/diario-de-viagem-5-ida-para-vico-equense/

Se tem uma coisa que me encantou, em Ravello, além de todo o seu charme, foi a vista!

A visão de lá de cima, daquele mar sem fim, das nuvens abaixo da gente, daquela costa maravilhosa, tudo isso, somado ao clima da viagem, fez meus olhos brilharem. Apaixonante é a palavra.

Nós fizemos algumas fotos ao entardecer, por isso não ficou tão clara como a vista do momento em que chegamos, que era assim:

Resultado de imagem para ravello italy

Nós iniciamos nossa visita pela praça principal, Piazza del Vescovado, onde descobri que não circulam carros em Ravello, é uma aldeia medieval, com comércio, residências e hotéis, numa cidade onde a circulação é exclusiva de pedestres.

Deixamos nossos carros na entrada da cidade e fizemos tudo a pé.

A aldeia é pequena, o que permite que seja conhecida rapidamente, num único dia.

Ravello é conhecida como a cidade da música, na Itália, e nós pudemos presenciar um concerto, a céu aberto, em frente a Catedral, como mostro no vlog, no final desse post.

Também conhecemos um auditório que beira o precipício, de onde surgem mais motivos para Ravello ter o título de “Cidade da música” na Itália.

A catedral de Ravello é do ano de 1086. Para mim, é tão impressionante saber o ano em que surgiram!

A atração principal da cidade, na minha visão, é a Villa Rufolo. Com seus lindos jardins!

Se tem uma coisa que te deixará de queixo caído, é a beleza da cerâmica local. Por toda a Costa Amalfitana ela esteve presente e em Ravello não foi diferente. São lindas e da vontade de trazer tudo!

Só que não são baratas não! Um centro de mesa desses da foto atrás de mim, varia entre $180 a $230 euros.

Para quem viaja com criança, andar por Ravello é uma tarefa bastante desafiadora. Tem alguns locais que o carrinho passa tranquilamente, já outros, são compostos somente por escadarias, o que dificulta muito a passagem.

Haja desafiá-los a correr, entretê-los com brincadeiras para não perceberem a caminhada e haja colo!

No vlog (final do post), mostro um pouco dessa dificuldade.

Posso dizer que vale o esforço por que um cantinho da cidade é mais charmoso do que o outro.

Em Ravello também é possível encontrarmos fontes de água potável e geladinha pela cidade.

Meu marido colocou a cabeça do meu filho na água, para qualquer criança teria sido delicioso e daria risada. Para o Felipe foi uma trolagem, ele ficou bem contrariado e mostro os detalhes no vlog (final do post).

Nem motocicletas acessam a cidade! Elas ficam todas na entrada, então aproveitei para tirar uma fotinho com uma moto conhecida como ícone italiano:

Vespa

Voltamos para o hotel, nos arrumamos e saímos para jantar. Mas antes, demos comida para as crianças no próprio hotel.

Quando voltamos para o hotel, antes de ir para o quarto, demos uma passadinha na piscina e ela estava linda assim:

Assim finalizamos mais um dia incrível por aqui!

****************************VLOG EM BREVE****************************

Caso você esteja montando um roteiro para Itália, não deixe de visitar os outros posts dessa viagem:

Muitos Beijos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *