PÓS PARTO – 10 COISAS QUE QUERO DIVIDIR COM VOCÊ

Algumas coisinhas que eu gostaria que alguém tivesse me contado, antes do meu filho nascer:

 1 – Quando você segurar seu bebê, pela primeira vez, você não ouvirá coros de anjos cantando de fundo. Você poderá ver o médico ainda costurando o seu corpo, pode se sentir exausta, caso tenha tido um parto normal; com sono, caso sua bolsa tenha resolvido se romper na madrugada (e elas amam esse horário). Não se culpe se você não ouvir os anjos, você terá muitos momentos mágicos com seu bebê para que isso aconteça.

2 – Pode ainda parecer que o médico esqueceu mais alguma coisa “lá dentro”, por que, embora tenha tirado o seu bebê, você ainda vai se deparar com uma barriga que tinha por volta do seu quinto ou sexto mês de gestação, porém, um pouco pior, flácida! Não se assuste, ela volta ao normal.

3 – No início, a amamentação é um pouco difícil, você e o bebê precisarão de um pouco mais de tempo para se adaptar à “pega”, à quantidade de leite, à dor do início… Não deixe de ler o post “Dicas para uma amamentação bem sucedida”, mas independente do sucesso final, o início costuma ser bem dolorido. Acredite de siga em frente.

4 – Chore! Caso sinta vontade, e provavelmente ela virá, obedeça e chore! Não se culpe por chorar, aceite que são seus hormônios, todos bagunçados, fazendo o seu corpo entender que “ele não está mais gerando outra vida”, mas, enquanto isso, eles mexem muito com nossa cabeça. Mas se você acreditar que esteja excessivo o choro, não deixe de relatar para seu médico.

5 – Qual é o problema em passar o dia de pijama, não conseguir pentear o cabelo ou deixar a cama bagunçada? Neste período, nossa vida vira de pernas para o ar, não se cobre além de ter todas as necessidades do seu bebê atendidas. O RESTO PODE ESPERAR.

6 – Qual é o problema se o bebê da sua amiga já dorme a noite toda e o seu não? Além de não te deixar dormir também, não vejo problema algum! Cada bebê é único, cada um tem o seu tempo, evite comparações, viva o seu momento com o seu bebê, do jeitinho que isso precisa ser vivido. Mais cedo ou mais tarde (no meu caso foi mais tarde, snif) o seu filho vai dormir.

7 – Não permita que ninguém te faça pensar que você não está fazendo o melhor para seu bebê, e não coloque isso em dúvida em nenhum momento, de que você não seja uma boa mãe. Não existe uma fórmula perfeita de “pai e mãe”, cada família encontrará o caminho mais adequado para si. Você não tem que repetir o que suas gerações passadas fizeram. Siga a sua intuição materna.

8 – Tente se envolver com “pessoas que estão no mesmo barco”. Reencontre “amigas mães”, faça novas amigas “mães”, participe de grupo de mães, frequente lugares onde você pode ouvir histórias que te confortem. No meu caso, foi muito importante saber que eu não era a ÚNICA NO MUNDO a passar por determinadas coisas.

9 – Não tente ser a SUPER MÃE, a MULHER MARAVILHA; se tiver a possibilidade de contar com ajudas: para ficar com o bebê para você conseguir comer, tomar um banho ou até mesmo tirar uma soneca, QUAL É O PROBLEMA NISSO? Não é uma tarefa nada fácil se ajustar à maternidade. Fazer isso sem contar com ajuda para nada então, BOA SORTE. Contar com ajuda, ter coragem de assumir que não está sendo fácil, não quer dizer que você não esteja 110% agradecida pela benção que recebeu, nem que você não seja completamente apaixonada pelo seu filho. Significa somente que você continua sendo HUMANA.

10-   Você conseguirá esquecer tudo o que foi MUITO difícil, por que é extremamente compensador. Mas eu gostaria que alguém tivesse me dito assim: não tem NADA que possa ser comparado ao primeiro ano da sua vida como mãe de primeira viagem; não importa quantos filhos você tenha. Todos os dias parecerão que têm a duração de 100 horas. Haverá luz no fim do túnel, mas você não saberá disso. Você mudará para sempre. Em algum momento você vai pensar: “Por que ninguém nunca me disse isso?”. Eu respondo: por que algumas coisas, você terá que experimentar por si mesma. Não há nenhum livro ou conselheiro que possa lhe dizer o que irá passar DE VERDADE dentro da sua cabeça.

Muito Beijos!!!